CiênciaCoisas Interessantes

Cientistas descobrem o segredo da força excepcional dos gladiadores romanos



Um estudo científico afirma que a dieta dos gladiadores romanos era rica em cereais e praticamente nula no consumo carne. Trata-se de um complexo exame legista, realizado a partir dos restos de 22 gladiadores que viveram por volta de 200 d.C., na cidade romana de Éfeso, atual território da Turquia.

Especialistas da Universidade de Medicina de Viena (Áustria) e da Universidade de Berna (Suíça) analisaram exaustivamente a composição de cada osso, para descobrir que os lutadores do circo romano seguiam uma dieta vegetariana restrita. Depois das lutas ou dos treinamentos, os gladiadores bebiam uma infusão com cinzas de plantas para se recuperarem, de acordo com a análise dos níveis de estrôncio no tecido ósseo. “Eles consumiam cinzas de plantas para fortificar o corpo após os exercícios físicos e para melhorar a recuperação dos ossos danificados”, afirmou Fabian Kanz, um dos professores do departamento de medicina forense da Universidade de Viena.

O estudo conclui que os gladiadores profissionais consumiam principalmente trigo, cevada e grãos. São poucos os indícios de ingestão de carnes e laticínios, à exceção de dois casos nos quais foram detectados níveis altos de proteína animal e baixa presença de cereal, o que poderia caracterizar uma origem estrangeira e ter causado uma morte precoce de ambos os lutadores.

Fonte: BBC


Comentários Sociais

Respostas

Posts anteriores

Fique Ligado! - Gabarito ENEM 2014 - Primeiro dia 08/11

Próximo post

Símbolo do filme Jogos Vorazes é usado por manifestantes Tailandeses em protesto contra governo

Sir. Aulus

Sir. Aulus

Vegano, estudante de Ciência e Tecnologia da Universidades Federal da Bahia. Apaixonado por tecnologia, filosofia, música, teatro, defensor dos direitos animais, humanos e não-humanos. Aprendiz de Jiu-jitsu e amante de bons filmes e livros.

Comentários

Sem comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *